Flora espontânea do lixão desativado de Itabaiana, Sergipe, Brasil: seleção de espécies para recuperação do local

  • Edineide Leite Santos Universidade Federal de Sergipe
  • Kelianne Caroline Targino de Araújo
  • Rony dos Santos Nascimento
  • Juliano Ricardo Fabricante

Resumo

A recuperação de ambientes como os lixões são plenamente possíveis por meio da seleção e plantio de espécies resistentes às condições do local. Diante disso, o objetivo do presente trabalho foi inventariar a flora espontânea do lixão desativado de Itabaiana, SE. Foram realizadas expedições ao local na estação seca e na estação chuvosa. Em cada estação, toda a área foi percorrida e todas as espécies foram registradas, fotografadas e posteriormente determinadas. No total foram amostradas 100 espécies (57 nativas, 27 não nativas e 16 não determinadas), distribuídas em 80 gêneros e 30 famílias. Destas, 48 (22 nativas, 16 não nativas e 10 não determinadas) foram registradas na estação seca, 81 (50 nativas, 22 não nativas e nove não determinadas) na estação chuvosa e 29 (18 nativas e 11 não nativas) em ambas as estações. As famílias que apresentaram maior número de espécies foram Poaceae com 14 espécies, seguida de Asteraceae com 13, Fabaceae com oito, Convolvulaceae com sete e as famílias Euphorbiaceae, Malvaceae Rubiaceae e Solanaceae com cinco espécies cada. Os resultados apresentados no presente estudo indicam uma elevada riqueza de espécies colonizando o lixão desativado de Itabaiana, Sergipe. Dentre elas, muitas apresentam atributos ecológicos que podem auxiliar na recuperação do local.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

Não há dados estatísticos.
Publicado
2023-08-30
Como Citar
SANTOS, Edineide Leite et al. Flora espontânea do lixão desativado de Itabaiana, Sergipe, Brasil: seleção de espécies para recuperação do local. Revista Interdisciplinar Animus, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 1-15, aug. 2023. ISSN 2448-0665. Disponível em: <https://animus.plc.ifmt.edu.br/index.php/v1/article/view/76>. Acesso em: 24 may 2024.