ENTRE FIOS, COSTURAS E SIMBOLOGIAS:

UMA ANÁLISE DE A BOLSA AMARELA

  • Sara Freitas Maia Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso
  • Epaminondas de Matos Magalhães

Resumo

O intuito deste trabalho é fazer uma leitura crítica e interpretativa a respeito do simbolismo presente na obra A bolsa amarela, de Lygia Bojunga, a partir dos desejos, histórias e personagens criados pela protagonista Raquel, que se contrapõe a sua própria condição e desejos de vida real, estando em constante conflito e sendo reprimido pelos adultos que estão  a sua volta. Nesse sentido, nossas discussões se enveredam para as intersecções entre literatura e psicanálise, em que quando tomamos do segundo o conceito referente ao simbolismo e suas representações, na tentativa de explicar os desejos reprimidos da personagem, manifestado nos objetos simbólicos e em suas criações ficcionais.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-09-18
Como Citar
SILVA, Sara Freitas Maia; MAGALHÃES, Epaminondas de Matos. ENTRE FIOS, COSTURAS E SIMBOLOGIAS:. Revista Interdisciplinar Animus, [S.l.], v. 1, n. 6, p. 43-53, sep. 2018. ISSN 2448-0665. Disponível em: <https://animus.plc.ifmt.edu.br/index.php/v1/article/view/15>. Acesso em: 25 july 2024.